11/10/2011        SESCON/SC        1 comentário.

Contrários a exigência da implantação das IFRS (normas internacionais de contabilidade) para as micro e pequenas empresas, os Sescons de Santa Catarina encaminharam, nesta segunda-feira (10), ao presidente do Conselho Federal de Contabilidade (CFC), Juarez Domingues Carneiro, ofício em defesa dos empresários da contabilidade.

O ofício, assinado pelo presidente do Sescon/SC, Elias Nicoletti Barth, cobra as alterações na implantação das normais internacionais da contabilidade (IFRS), isentando as micro e pequenas empresas dessa obrigação. As entidades apóiam o projeto das IFRS para as grandes empresas que operam no mercado internacional ou que tenham negociação de ações em bolsa de valores, pois para estas, é importante que as demonstrações contábeis e financeiras tenham todos os seus ativos e passivos apresentados em valores atuais.

Por outro lado, as entidades (Sescon/SC, Sescon Grande Florianópolis e Sescon Blumenau) não aceitam que os empresários contábeis sejam punidos pela falta da implantação das IFRS nas demais empresas, especialmente, as micro e pequenas. Para estas, a aplicação deve ser optativa, ou seja, as empresas aplicarão as normas de acordo com as suas necessidades e interesses.

“Importante lembrar o direito ao tratamento diferenciado para as micro e pequenas empresas é constitucional e nenhuma norma pode modificar a lei maior em prejuízo ao contribuinte”, afirma Barth

Clique aqui e leia o ofício protocolado no CFC

Categoria: Notícias

  Comentários

O seu endereço de email não será publicado

 


Jose Vitorio Fassina 24/11/2011

Parabens ao SESCON/SC por esta grande iniciativa em prol da classe contábil, a qual em nada nos surpreende já que esta Entidade está sempre à frente das questões justas.
Fazemos votos de sucesso e que o CFC seja sensivel a este pedido.
Saudações
Jose Vitorio Fassina

Responder